I Love Brides

Pop Up Weddings

Projeto Português de Casamentos Pequenos!

A situação de pandemia incentivou os profissionais do setor casamento a criarem e a desenvolverem novas formas de os noivos poderem celebrar o grande dia com a segurança e o bem-estar que sempre caracterizaram esta festa.

 

Sou português e pensar uma festa sem emoção, ou sem proximidade, é muito difícil. Por isso, se eu tivesse que me casar agora não tenho dúvida alguma do que faria: uma pequena cerimónia a dois, ou com a família mais próxima, num cenário inesquecível onde pudesse celebrar o meu amor e ficar com uma recordação emocional e fotográfica incrível. Adiaria o casamento grande para o ano. Este é o meu conselho: celebrar agora de uma forma pequena, íntima e muito emocional, e fazer a festa mais tarde.
– Rui Mota Pinto, Wedding Planner.

 

Imagem inserida no corpo do post Imagem inserida no corpo do post

 

Mini Weddings, Elopement Weddings e Home Weddings são algumas das novas tendências que estão a conquistar cada vez mais noivos por todo o mundo, mas para que tudo aconteça às mil maravilhas é necessária uma organização bem definida, que permita aos protagonistas da festa desfrutarem do momento ao máximo.

O projeto português de Pop Up Weddings aparece, assim, como um criador de celebrações românticas, com um toque de irreverência e diferentes do tradicional.

Encabeçado pelo Wedding Planner Rui Mota Pinto, esta “experiência de amor” oferece a possibilidade de o casal celebrar o casamento de um modo menos formal, com uma dinâmica distante do protocolar, mas que, por esse motivo, enfatiza a proclamação do “sim”.

 

Imagem inserida no corpo do post

 

 


O Pop Up Weddings nasceu com o fotógrafo Nuno Palha. Foi ele que criou o projeto e convidou-me a mim e ao celebrante João Jonas para nos juntarmos. Foi uma forma de podermos sair da rotina dos grandes casamentos com muitos formalismo e tradições, e fazer algo totalmente diferente. Mais irreverente, mais divertido, mantendo o romantismo de um casamento ou celebração, mas criando uma dinâmica diferente.
– Rui Mota Pinto, Wedding Planner.

 

Emoções, emoções, emoções é a premissa deste projeto que não vê limitações geográficas ou temporais, permitindo a realização de casamentos em qualquer lugar e a qualquer momento, com tudo aquilo a que os noivos têm direito: celebrante, fotógrafo, maquilhagem, bouquet, bolo, vídeo, etc...

O Pop Up Weddings pretende, desta forma, dar a conhecer todas as vantagens de um casamento com poucas pessoas. 15 pessoas é o número de convidados recomendado para que a cerimónia seja uma verdadeira imersão no sentimento mais poderoso do mundo – o Amor.

 

Imagem inserida no corpo do post Imagem inserida no corpo do post Imagem inserida no corpo do post

 

 

Queremos realizar uma ‘experiência de amor’, onde a celebração assume toda a importância (...) A ideia é celebrar o amor de forma intensa, tirar fotografias fantásticas e ir embora, criando uma experiência e memórias inigualáveis.
– Rui Mota Pinto, Wedding Planner.

 

O próximo passo foi a internacionalização da marca, nascendo, assim, o Pop Up Weddings Destinations.

Segundo o Wedding Planner, o futuro promete o surgimento de noivos cada vez mais aventureiros, com vontade de viajar e conhecer novas culturas. O Pop Up Weddings Destinations é o parceiro perfeito para que o casal possa viver a experiência dos seus sonhos sem se preocupar com a contração dos profissionais e fornecedores responsáveis pelas várias etapas do grande dia.

Em cada destino há uma equipa responsável pelo Pop Up Wedding nesse país, ou seja, existe, sempre, um Wedding Planner (ou equipa de Wedding Planners) que desenvolve a sua própria rede de fornecedores e gere a celebração nesse mesmo destino.

Com início em Portugal Continental, o projeto cresceu até aos Açores, com a Wedding Planner Maria Connie Viera, e, a partir daí, ganhou novos voos: México, na área de Mexican Caribbean & Haciendas, com a Wedding Planner Ilse Diamant, e na área de San Miguel de Allende & Charming Towns, com A WP Guadalupe Álvares e Penzi Weddings; Panamá, com The Planners Firm; Itália, com a Italian Wedding Company; Guatemala, com a Fenny Torres WP; El Salvador, com a Wedding Planner Belen Esquivel e Bélgica, com a WP Brigitte Katter. (Ainda há outros destinos que serão anunciados em breve!).

 

Imagem inserida no corpo do post Imagem inserida no corpo do post

 

 

Desde o primeiro dia, sempre vi o Pop Up Weddings como algo que nasceu para ser global. Na minha cabeça, sempre tive a ideia de um casal, por exemplo, fazer o pedido de casamento em Portugal Continental, casar nos Açores, ir de lua de mel para Itália (com uma sessão fotográfica), festejar o aniversário do primeiro ano de casamento no México, e renovar os votos no Panamá (e voltar a celebrar outro aniversário na Guatemala!). No fundo, é um projeto que oferece aos casais diferentes experiências de celebrar o amor.
– Rui Mota Pinto, Wedding Planner.

 

Imagem inserida no corpo do post Imagem inserida no corpo do post

 

Ao contar com os melhores profissionais da área, o Pop Up Weddings garante um casamento elegante e “fora da caixa”, que, certamente, ficará na memória de todos os envolvidos.

Nada é deixado ao acaso. Desde a decoração, até ao registo fotográfico, a cerimónia é planeada ao pormenor e segundo os gostos e personalidade do casal.

 

Tudo é possível. Desde um casamento grandioso, com muita decoração, até à mais simples das cerimónias, no meio da estrada ou durante um voo de paraquedas. Queremos que todas as formas de celebrar sejam possíveis e válidas.
– Rui Mota Pinto, Wedding Planner.

 

Imagem inserida no corpo do post

 

Para os noivos Lisa e Rafael, a experiência não podia ter sido melhor:  

 

Pensava que o dia seria vestir-nos de noivos e tirar umas fotos! E não foi isso. Foi muito mais além! Foi preparado algo muito especial! Não temos palavras para agradecer tudo o que aconteceu naquele dia e estamos muito apaixonados pelo que vivemos! Foi mesmo fantástico!”
– Lisa, noiva.

 

Entre em contacto com o Wedding Planner Rui Mota Pinto e obtenha todas as informações!

 

Imagem inserida no corpo do post

 

|  Fotografia: Thrall Photography |