I Love Brides

I LOVE Blog

Conheça a opinião de vários profissionais do universo bridal e inspire-se!

Raquel Guimarães

Fashion Adviser <h4>&nbsp;</h4>


A inteligência vestimentar nos casamentos

Dress and Impress Never More, Never Less

Os casamentos são cerimónias ancestrais que se repetem, incessantemente, a cada minuto, mas, ainda assim, todos quanto integram esta celebração, ficam desorientados aquando da decisão do look.

A noiva

Apesar do vestido de sonho ter morada certa no pensamento da noiva, desde cedo, esta deve-se lembrar que, neste dia, vai ser o epicentro das atenções e que, por isso, deve procurar informar-se qual é o seu tipo de corpo (ampulheta, oval, retangular, triangulo ou triangulo invertido), para, assim, escolher um vestido que valorize a sua silhueta.

O noivo

O noivo pode vestir fato, fraque (manhã) ou smoking (fim do dia) mediante a hora da cerimónia. Em todos os casos, deve haver sempre uma grande preocupação: é imperioso que o fit seja adequado ao tipo de corpo do noivo.

Eis algumas regras a reter: o colarinho da camisa deve sair 1,5 cm do casaco, no pescoço. A camisa deve sair 1 a 1,5cm da manga do casaco. O cinto deve estar alinhado com os botões e bater exatamente no início da fivela do cinto, nem mais acima, nem mais abaixo.

A mãe da noiva/ do noivo

A mãe do noivo, deve, por questões de cortesia, entrar em contacto com a mãe da noiva, para indagar quais as suas preferências. Deve ser flexível para permitir coopetitividade e promover um ambiente propício à discussão conjunta sobre cor, corte, acessórios, etc… Esta comunicação, justifica-se pelo fato de a mãe do noivo não se dever destacar, relativamente, à mãe da noiva.