I Love Brides

I LOVE Blog

Conheça a opinião de vários profissionais do universo bridal e inspire-se!

Diamante Sancy

Diamantes com Estórias
ilovebrides.pt Diamantes com Estórias Sancy
No passado dia 6 de Fevereiro, inserido nas comemorações do Dia dos Namorados, a Ourivesaria Tavares inaugurou na Galeria Espaço D'Ouro do seu espaço comercial a exposição "Diamantes com Estórias" onde apresenta a réplica de 9 dos mais famosos diamantes do mundo.

Não deixe de visitar esta magnifica exposição e, para aguçar o apetite, apresentamos o diamante Sancy. 
ilovebrides.pt Sancy Diamantes com estórias ilovebrides.pt Sancy Diamantes com estórias

0 trajeto do Sancy, ao longo  da história, ilustra alguns  dos acontecimentos mais marcantes na Europa nos ultimos 500 anos.
Entre 1467 e 1477 foi usado por Charles le Temeraire, duque  de Borgonha, e, após a sua morte na Batalha de Nancy, o diamante passa para o rei de Portugal, D. Manuel I.
0 diamante permanece na coroa  real portuguesa quase um seculo, acompanhando a dinastia de Avis.
Com o desaparecimento de D. Sebastiao na batalha de Alcácer-Quibir, a dinastia filipina sobe ao trono de Portugal e o diamante sai do país pela mão de D. Antonio, Prior do Crato.
Ap6s um periplo rapido por  França, o diamante é transferido para lnglaterra durante 40 anos.
É durante este período que o diamante é apelidado de Sancy, por Nicolas de Harlay, Senhor  de Sancy.
Com a guerra civil e a decapitação do rei Charles  I, o diamante abandona lnglaterra e entra novamente em França, em meados do seculo XVII, permanecendo a encimar a coroa real da casa de Bourbon cerca de 150 anos. Durante a Revoluc;ao Francesa (1789-1799) o tesouro real é saqueado e o Sancy desaparece.
Só há novos relatos da sua história quando é comprado pelo príncipe russo Anatoly Demidov em 1828, permanecendo nesta familia até 1865, altura em que é vendido a Sir Jamsetjee Jeejeebhoy, um príncipe indiano que posteriormente o vende à familia dos viscondes de Astor de lnglaterra.
0 Sancy deixa  de ser um bem privado em 1978, quando o 4° Visconde de Astor vende o Sancy ao Museu do Louvre, em Paris, onde permanece até hoje.

Factos interessantes

Com alguma imaginação, podemos ver indícios dos traços maiores do escudo de Portugal no Sancy: o pentágono central é o remanescente da marca das quinas.

Onde se encontra

Galeria Apolo, Museu do Louvre, Paris

Peso

Cor

55,23 Quilates Ligeiramente Amarelado

Lapidação

Origem

Pera Índia
Texto e fotos: Ourivesaria Tavares