I Love Brides

Casamento de Joana Cunha e Sá e Marco Sá

Data e Local
05 de julho de 2017, Barcelos

Descrição

A forma como uma história de amor começa não é de longe tão importante quanto a forma como esta evolui e se constrói. O Marco e a Joana conheceram-se no trabalho e foi “tentação à primeira vista”. A então esposa não resistiu aos olhos verdes daquele que veio a ser seu marido, e este por sua vez admite ter sentido “algo estranho quando a viu pela primeira vez”. Apesar desse encontro não ter acontecido como nos filmes, o verdadeiro amor vê-se nos detalhes e a forma íntima e privada com que Marco pediu Joana em casamento (na casa onde moravam juntos) mostra precisamente o peso dessas pequenas coisas. Desde o pedido, com “Halo” da Beyoncé como som de fundo, até à entrada na igreja, com Christina Perri a entoar “A thousand years”, o casal viveu uma jornada única e muito especial. Como noiva, Joana aconselha os futuros casais a pensarem numa festa para os convidados (e não só para eles), em que possam dinamizar e interagir com os mesmos. Não descurou ainda uma excelente noite de sono, antes do grande dia, que lhe permitiu partilhar o pequeno almoço, tranquilamente, com amigas e depois enfrentar o processo de preparação. Joana define o seu casamento como “um dia de princesa perfeito” e o único detalhe que mudaria, seria cortar o bolo no exterior. Fizemos uma homenagem à minha avó materna de nome Mercês, produtora de azeite trasmontano desde sempre, e oferecemos uma garrafinha de azeite a cada convidado. Na Bíblia, o azeite é utilizado como símbolo da presença do Espírito Santo (Deus) e sentimento de alegria, sendo que somos ambos crentes e tivemos um casamento religioso, fez todo o sentido para nós esta oferta aos nossos convidados.