I LOVE Brides
Av. D. Afonso Henriques, 1196 4450-012 Matosinhos Matosinhos, Portugal
+351 229 382 265 info@ilovebrides.pt I Love Brides 338286788 2016
Matosinhos
https://ilovebrides.pt/uploads/seo/big_1476887637_7828_logo-ilovebrides.jpg
10 2
514125713

I Love Blog

A melhor e a mais atualizada informação sobre o universo do casamento.
Isabel Guimarães

Astróloga

Glossário

Os termos astrológicos

31 | julho | 2016
Com o intuito de facilitar a interpretação e leitura de artigos e previsões aos leitores criamos este pequeno glossário que irá crescendo conforme as necessidades de utilização.
Sempre que necessite de identificar o contexto de uma palavra poderá consultá-la neste espaço.
Caso não encontre a palavra ou o seu significado comunique connosco info@ilovebrides.pt para procedermos à inclusão dessa palavra e assim facilitar a consulta de todos.
Muito obrigada.

Ângulo - Os quatro ângulos de um mapa natal correspondem aos quatro pontos cardeais:

Ascendente                            Leste/Nascente
Fundo do Céu                         Norte
Descendente                          Oeste/Poente
Meio do Céu                           Sul

Arquétipo - Entendida como uma estrutura funcional subjacente ao comportamento de um indivíduo, ou grupo sociedade como um todo, que estabelece uma série de automatismos onde reagem espontaneamente.

Ascendente - Na Astronomia é o ponto onde a elíptica intercepta o horizonte oriental ou nascente.
Trata-se do grau do zodíaco que ascende nesse ponto do horizonte (por onde «ascende» o Sol) no momento de um nascimento.
Considerando o zodíaco como um cinturão simbólico que envolve a Terra no plano da elíptica, e sabendo que o nosso planeta completa uma rotação sobre o seu eixo em 24 horas, resulta que todos os 360° dos doze signos ascendem ao longo desse período, à média de 15º por cada 1 hora.

Ascensão lenta / rápida - Devido ao facto da elíptica estar inclinada em relação ao equador terrestre, os signos não ascendem no horizonte com a mesma velocidade.
Os signos de ascensão rápida são aqueles que, pondo o 0° de Carneiro na cúspide da Casa I (Ascendente), ficam colocados no hemisfério esquerdo do mapa natal.
De cima para baixo: Capricórnio, Aquário, Peixes, Carneiro, Touro e Gémeos.
Os signos de ascensão lenta são os que ficam no hemisfério direito do mapa.
De baixo para cima: Caranguejo, Leão, Virgem, Balança, Escorpião e Sagitário.

Aspectos - É preciso ligar todo o mapa astrológico e fazemos com os chamados aspectos que matematicamente são distâncias em graus, como por exemplo:
oposição, um planeta está a 180° distante um do outro;
paralelo: zero grau; conjunção: zero graus; sextil: 60°; quadratura: 90°, trígono: 120°
e tem também os aspectos secundários, onde a influência é menor:
semi-sextil: 30°; semiquadratura: 45°; quintil: 72°; biquintil: 144°; quincúncio: 150°.
Sendo que ainda falamos com esta linguagem de bem aspectado indica que o planeta ocupa uma posição que não sofre influência negativa de outros planetas; mal aspectado significa que o planeta está formando aspectos, de tensão e oposição.

Carta Natal - O mesmo que mapa de nascimento, mapa do céu, radix, radical, mapa astrológico.

Casas Astrológicas - Há vários ‘sistemas’ de casas que são utilizados na Astrologia ocidental, sendo o mais conhecido deles o que se chama de ‘Placidus’, que (geralmente) apresenta casas ‘desiguais’ em termos de quantidade de ângulos de sua abrangência (sendo a soma das 12 casas sempre igual a 360° graus); e isso significa que há casas que (por causa disso) adquirem uma importância ‘maior’ na vida daquela pessoa.
Essa magnificação pode chegar a tal ponto que ultrapasse os 30 graus de um signo, gerando o que se chama de ‘signos intercetados’, na realidade sempre um eixo (ou dois signos: por exemplo, se Carneiro estiver intercetado numa casa, Balança também estará, na casa oposta).

Cúspide - É o ponto (grau) onde se inicia uma Casa astrológica
Debilidade - Quando um planeta ocupa certas posições, onde as suas forças aumentam ou diminuem.
As dignidades essenciais são o Domicílio e o Exílio; e mais três, a saber: Triplicidade, Decanato e Termos

Decanato - Cada uma das três partes de 10° nas quais se pode dividir um signo.
O Zodíaco tem 360 graus e está dividido em 12 casas de 30 graus cada uma.
Assim, cada casa se divide em três partes de 10 graus cada uma, e isto se chama decanato.

Declinação - É a distância medida para um planeta ao Norte ou ao Sul do equador celeste.
Quando se mede a mesma distância para dois planetas, uma para Norte e outra para Sul, trata-se de um paralelo

Descendente - Na Astrologia, é um dos ângulos de qualquer horóscopo. Os outros são Ascendente, Fundo do Céu, Meio do Céu. Pode surgir abreviado como DC

Dignidade -  Quando um planeta ocupa certas posições, onde as suas forças aumentam ou diminuem.
As dignidades essenciais são o Domicílio e o Exílio; e mais três, a saber: Triplicidade, Decanato e Termos.

Dispositor - Designação usada para caracterizar o planeta que rege o signo ocupado por outro/s planeta/s.

Domicílio - um exemplo de domicílio: Vénus está domiciliada em Touro e Balança e ambos estão domiciliados na Segunda e Sétima Casa Planetária, ou seja, é o signo onde o planeta é o regente, e onde a sua influência é muito mais poderosa do que em qualquer outra parte do Zodíaco.
Em termos populares significa “o dono da casa”.

Eclipse - É um fenómeno astronómico que resulta da ocultação, total ou parcial, de um astro pela interposição de outro. Lua Nova – Sol e Lua em conjunção com os Nodos lunares e ou em Lua Cheia a oposição do Sol/Lua e os Nodos Lunares

Efemérides - Tabelas calculadas pelos astrónomos, das quais os astrólogos se servem para consultar a localização dos planetas num dia determinado do ano.

Eixo - Linha imaginária que une dois signos, duas Casas, ou dois pontos astrológicos opostos e complementares.

Elíptica - Circunferência de círculo máximo da esfera celeste que o Sol parece descrever no movimento anual aparente à volta da Terra. Formando um ângulo de 23° 47’ com o equador, tem «colado» a si o cinturão do zodíaco, para onde se «projetam» as posições planetárias a fim de se obter a sua distribuição pelos signos.

Exaltação -  um exemplo de Exaltação: quando o Sol passa por Carneiro a sua força fica exaltada, ou seja, a sua energia se reveste de uma força especial; o signo mais importante para um planeta é o signo onde ele fica exaltado.

Exílio -  um exemplo de exílio: Marte em Balança, exílio é o local onde as forças do planeta se debilitam e até se anulam.

Fundo do Céu - Em Astronomia, é equivalente ao nadir (a posição do Sol à meia-noite), o ponto mais baixo da esfera celeste, diametralmente oposto ao zénite.

Geocêntrico - Sistema usado em Astrologia, o qual considera a Terra no centro do Sistema Solar, por oposição ao sistema heliocêntrico que coloca o Sol nesse centro.

Heliocêntrico - O que tem o Sol no centro. Um sistema contrário ao geocêntrico, que coloca a Terra no centro.

Ingresso - Trata-se da data em que um planeta entra num signo. O mais conhecido quando o Sol ingressa naquela data ao signo que já esteve.

Latitude - É a distância, medida em graus, ao Norte ou ao Sul do equador

Longitude - Tal como a latitude, é uma coordenada que permite localizar um ponto na superfície da Terra.
A longitude terrestre é medida, em graus, para leste ou oeste, partindo do meridiano de Greenwich.

Lunação - Quando a Lua completa um ciclo, com a Lua Nova ou a Lua Cheia.

Mapa Natal - Trata-se da representação gráfica das posições que os planetas ocupam nas suas órbitas num dado momento do tempo, colocando a Terra no centro.
Essas posições, quando projetadas no zodíaco, permitem obter a distribuição dos planetas pelos signos.
É calculado para o lugar e o momento exato em que a pessoa respira pela primeira vez, ou para a ocasião e lugar em que um determinado acontecimento teve início.

Meio do Céu - Em Astronomia, é equivalente ao zénite, o ponto mais alto, tirado na perpendicular de qualquer lugar, diametralmente oposto ao nadir.
Também designado por (MC), é o nome específico da cúspide da Casa X.

Meridiano - Círculo máximo que passa pelos polos e divide a Terra em dois hemisférios.
Em Astrologia consideram-se importantes o meridiano de Greenwich, que marca o fuso horário zero e o meridiano do lugar de nascimento.

Orbe - Margem em graus utilizada nos aspetos astrológicos, onde respeita tabelas de distância entre planetas

Órbita - É a trajetória, de forma elíptica, de um corpo celeste à volta do Sol. No caso do Sistema Solar, todos os planetas descrevem órbitas concêntricas à volta do Sol, definindo planos que, de uma forma geral, não ultrapassam uma inclinação de 8° para Norte e para Sul do plano da elíptica da Terra.

Paralelo - Trata-se de um aspeto astrológico que ocorre quando são iguais as longitudes de dois planetas, medidas ao Norte e ao Sul do equador celeste (declinação), e não ao longo da elíptica, como acontece com os outros aspetos astrológicos.

Periélio - Na órbita de qualquer planeta, é o ponto mais próximo do Sol
Perigeu - Na órbita de um planeta, é o ponto mais próximo da Terra

Planeta - A Astrologia compreende os principais astros do sistema solar como planetas.
Trata-se de uma perceção geocêntrica, na qual a Terra é considerada o centro do universo.
No caso da mandala astrológica, podemos considerar a pessoa como o centro das interações astrológicas.
Os planetas num mapa revelam funções psíquicas e a forma como elas se expressam em sua natureza.
Dos quais usamos, Sol/Lua/Mercúrio/Vénus/Marte/Júpiter/Saturno/Úrano/Neptuno/Plutão

Signo Ascendente - O Ascendente de uma pessoa é obtido através da faixa zodiacal (signo) que se erguia no lugar onde o Sol nasce (Leste) em relação ao ponto geográfico onde uma pessoa nasce ou nasceu.
Simboliza a forma como se apresenta ao mundo.
Em oposição, no lado contrário do Ascendente que estará sempre na Casa 1, terá o Descendente na Casa 7 (oposto), que simboliza como as pessoas o veem.

Signo Lunar - Quando a pessoa nasce, a Lua está posicionada numa determinada zona da faixa zodiacal (signo).
Quando levantamos um mapa astrológico, passamos a conhecer o Signo Lunar e a influência que exerce na vida.
Simboliza o seu instinto, como reage imediatamente e sem pensar diante dos acontecimentos.
Dizemos que é o sustentáculo do Sol.

Signo Solar - Quando a pessoas nasce, o Sol está posicionado numa determinada zona da faixa zodiacal (signo).
Quando levantamos um mapa astrológico, passamos a conhecer o Signo Solar e a influência que exerce na vida da pessoa.
Simboliza o seu Espírito ou Eu Superior, e também o propósito de sua vida na Terra.

Temperamento - Frio, Quente, Húmido e Seco são os quatro tipos básicos de Temperamento decifrados num mapa astrológico e isto aplica-se ao temperamento da pessoa.

Queda - É a debilidade essencial que aparece em segundo plano em termos de diminuição da força.
Representa um planeta que tem sua expressão minimizada, reprimida.
Por exemplo Lua em Escorpião.

Zodíaco - Faixa do céu por onde se deslocam as constelações e no centro dela caminha o Sol por uma linha invisível, chamada de Elíptica.

I Love Blog

A melhor e a mais atualizada informação sobre o universo do casamento.
Micaela Oliveira
Dicas e Tendências Noiva
Desenhando Sonhos
Os Contornos da Felicidade
Nuno Gama
Dicas e Tendências Noivo
Dandynoivo
Raquel Guimarães
Dicas e Tendências Noiva
A inteligência vestimentar nos casamentos
Dress and Impress Never More, Never Less
Paula Lage
Cabelos
"Apanhe" as tendências e diga SIM!
Ao AMOR com muito mais beleza...
Ana Bravo
Nutrição
Nutrição com Coração
Maria João
Organização Integral
Apresentação
Isabel Guimarães
Os Signos
Compatibilidade entre signos
Sonâncias, dissonâncias e tendências genéricas
Solange Hilário
Dicas e Tendências Noiva
Golden Brides
My golden dress
Rui Mota Pinto
Organização Integral
Dream your wedding...
... and make it happen.
Rodolfo Macartney
Setor Nupcial
O Mundo Digital