I LOVE Brides
Av. D. Afonso Henriques, 1196 4450-012 Matosinhos Matosinhos, Portugal
+351 229 382 265 info@ilovebrides.pt I Love Brides 338286788 2016
Matosinhos
https://ilovebrides.pt/uploads/seo/big_1476887637_7828_logo-ilovebrides.jpg
10 2
514125713

I Love Blog

A melhor e a mais atualizada informação sobre o universo do casamento.
Ana Bravo

Nutricionista

Nutrição com Coração

01 | janeiro | 2016

Uma noiva é uma princesa que vive O sonho e deve ter todas as condições para dele usufruir em plenitude... O bem estar, a energia, a boa disposição, a tranquilidade, começam (e são, em primeira instância) influenciados pela alimentação. Vale a pena dar-lhe atenção especial.

Há, desde já, um conselho que me parece fundamental: “gostemos - ou aprendamos a gostar - de nós”. A noiva vive uma infinidade de emoções boas e a forma como se sente com o seu corpo deve-lhe corresponder!

É muito importante termos a noção do nosso corpo, da determinação genética que nos acompanha. Não faz sentido querermos ser como os modelos que admiramos, porque os nossos contornos são isso mesmo: só nossos. Devemos encontrar o que de mais belo existe no nosso corpo, aprender a gostar da imagem que o espelho nos devolve... Se quisermos ver-nos com umas gordurinhas (ou até uns bons quilinhos) a menos, tudo bem; mas não criemos demasiada pressão. Este conselho é válido de uma forma geral, mas com mais razão ainda deve ser considerado por uma noiva.

E qual o segundo conselho? Ei-lo: adaptemos a alimentação à nossa vida e não a nossa vida à alimentação. Os meses que antecedem a cerimónia do casamento são, quase sempre, vividos com muita ansiedade e condicionados pela pressão do tempo. Estas questões podem levar a noiva a ter que combater dois obstáculos, num caminho que devia ser pleno, livre e feliz: por um lado, não fazer as refeições corretamente, saltando algumas, muitas vezes passando horas seguidas sem comer; e, por outro lado, deparar-se com momentos em que "come compulsivamente", quer por ansiedade, quer por ter passado tempo demais sem o fazer.

Comecemos pelo segundo ponto: comer por ansiedade. Realmente, tantas são as vezes em que procuramos comida por conforto, por prazer imediato, mesmo depois de ter respondido às necessidades fisiológicas. É verdade que tal pode acontecer por termos deixado passar muito tempo sem comer e quando o fazemos, muitas vezes sofregamente, perdemos a noção das quantidades certas para o nosso corpo e comemos demais, sentimo-nos com peso na barriga (e ainda mais na consciência). Noutras vezes, as tais que estão associadas "apenas" a ansiedade, o que acontece é que procuramos "alimentos de conforto" para ter prazer, procurando ficar mais calmos ou mais felizes, ainda que momentaneamente. No caso da noiva, vivendo uma fase de maior ansiedade, quase inevitavelmente, estes episódios podem tornar-se frequentes. Há formas de os evitar, mas não de os eliminar. Quanto às formas de os evitar, o que nos leva ao primeiro ponto, passarão, antes de mais, por fraccionar refeições, não passando muito tempo sem comer, mas também por, além de procurar técnicas de relaxamento, escolher alimentos que possam melhorar o humor. Sim, é verdade, eles existem e se neste momento estão a pensar que "os biscoitos e as batatas fritas melhoram-me imenso o humor", estarão focados apenas numa melhoria imediata, porque muito facilmente se sentirão cansados após a sua ingestão.

A forma como começamos e os contornos que damos ao nosso dia alimentar, no qual as merendas assumem um papel fundamental, irão modelar decisivamente o apetite que sentiremos à noite. É importante fazê-lo - preparar o apetite que vamos sentir a partir do final da tarde - porque realmente essa é a altura do dia em que é mais difícil resistir aos alimentos e sobretudo produtos alimentares que guardamos na despensa ou no frigorífico e que parecem gritar o nosso nome! Independentemente de termos como objetivo perder umas gordurinhas ou apenas manter o peso, quanto mais tarde no dia elas acontecerem, menor será a quantidade de hidratos de carbono que devemos ingerir. Não há evidência científica clara quanto a isto, mas parece-me que é o que funciona melhor, na maioria dos casos.

À noite descansamos, relaxamos o corpo, muitas vezes procurando técnicas de relaxamento ou terapêutica próprias para tal. Comer pouco à noite será meio caminho andado para dormir bem. De que valerá tentar relaxar o corpo se o seu funcionamento interno, digestivo, não "relaxar" também? Assim, proponho uma merenda da manhã em que os farináceos podem existir; uma a duas merendas à tarde - conforme o intervalo entre o almoço e o jantar - em que, se existirem, deverá ser em quantidades reduzidas; uma ceia (quando se justifica) praticamente desprovida dos mesmos. Não esqueçamos que devemos comer de 3 em 3 horas, a menos que fiquemos sentados muitas horas seguidas; nesta situação, poderemos espaçar mais as merendas.

Há pouco falei de alimentos que podem ajudar a melhorar o humor... Sim, é verdade que há alimentos que, por conterem alguns ou a totalidade dos nutrimentos necessários à síntese do neurotransmissor do bem-estar - a serotonina - terão um impacto muito positivo nesse sentido. Deixo alguns exemplos: castanhas do Maranhão, entre outros oleaginosos, banana, entre outros frutos, aveia, assim como outros cereais integrais e também - porque não - chocolate. Refiro-me ao chocolate negro, naturalmente, incluído em pequenas quantidades: 2 quadradinhos (cerca de 20g) podem ajudar, sobretudo se incluídos no momento certo - aquele em que apetece mais!

I Love Blog

A melhor e a mais atualizada informação sobre o universo do casamento.
Micaela Oliveira
Dicas e Tendências Noiva
Desenhando Sonhos
Os Contornos da Felicidade
Nuno Gama
Dicas e Tendências Noivo
Dandynoivo
Raquel Guimarães
Dicas e Tendências Noiva
A inteligência vestimentar nos casamentos
Dress and Impress Never More, Never Less
Paula Lage
Cabelos
"Apanhe" as tendências e diga SIM!
Ao AMOR com muito mais beleza...
Ana Bravo
Nutrição
Nutrição com Coração
Maria João
Organização Integral
Apresentação
Isabel Guimarães
Os Signos
Compatibilidade entre signos
Sonâncias, dissonâncias e tendências genéricas
Solange Hilário
Dicas e Tendências Noiva
Golden Brides
My golden dress
Rui Mota Pinto
Organização Integral
Dream your wedding...
... and make it happen.
Rodolfo Macartney
Setor Nupcial
O Mundo Digital