I LOVE Brides
Av. D. Afonso Henriques, 1196 4450-012 Matosinhos Matosinhos, Portugal
+351 229 382 265 info@ilovebrides.pt I Love Brides 338286788 2016
Matosinhos
https://ilovebrides.pt/uploads/seo/big_1476887637_7828_logo-ilovebrides.jpg
10 2
514125713

I Love Blog

A melhor e a mais atualizada informação sobre o universo do casamento.

O dia dos sentidos obrigatórios

01 | janeiro | 2016
ilovebrides.pt eduarda oliveira

Queria muito que chegasse ao fim deste texto e tivesse vontade de ir a correr tratar dos detalhes que lhe vou falar e se lembrasse de outros ainda mais “fora da caixa”.

Que tivesse a certeza absoluta que tudo aquilo que lhe apetecer fazer, nunca vai estar fora de moda. Que a moda fazemos nós, e que quando a amizade e a cumplicidade se misturam, a pele arrepia-se e as memórias nunca mais se vão apagar.

Pois é, vou falar-lhe das despedidas de solteira e só me dão 1100 caracteres para escrever sobre mimo, colo e boa disposição. Vou tentar.

Não me lembra de olhar para este tema com bons olhos. Achava sempre que aquelas festas constrangedoras não faziam o perfil da maior parte das noivas e faço figas para que já sejam passado.

Vou falar das noivas e não dos noivos. A esses vou fazer uma alusão no final da crónica. É que este tema para eles, dava “pano para mangas” e neste artigo, são para elas, as luzes da ribalta.

 Hoje em dia fazem-se todo o tipo de festas para marcar os últimos dias de solteira. Desde piqueniques no parque, tardes em salões de beleza ou no Spa, jantares em restaurantes da moda, viagens” low cost” ou nem por isso, e um sem número de ideias todas elas recheadas de pormenores que vão tornar essa data inesquecível.

Umas vezes a noiva pensa nas lembranças a dar às amigas e o contrário também acontece.

Uma coisa lhe peço: não siga as regras! Faça as suas, e não se esqueça que nada será assim tão diferente desde esse dia mas também nada será igual.

A festa é sua e só por isso, já é a mais fantástica do mundo.

ilovebrides.pt despedida de solteiro

Pense em marcar um fim-de-semana com antecedência, para que todas as amigas que quer que façam parte deste dia, estejam livres e dispostas a fazê-la mais feliz, com tantas baboseiras deliciosas.

Facilite a sua vida e pense num local privado onde possa estar à vontade e não deixar escapar cada gargalhada descontrolada quando ela acontecer.

Se eu fosse a si, nem lhes dizia para onde iam.

Não podemos escolher muita coisa, mas podemos escolher como passar os últimos dias de solteira e planear esse momento com aqueles detalhes que não vamos nunca esquecer.

Podem até, com antecedência, fazer um fundo, onde vão depositando um valor estipulado por todas, para depois gastar sem grandes constrangimentos.

É bom que essa festa tenha abraços daqueles até amassar e olhos rasos de água. Nada melhor do que assumir o que temos cá dentro e esse momento é perfeito para isso.

É com amor que se fazem histórias e se nasceu com asas, não as corte, só porque parece bem fazer “assim ou assado”

Está a chegar o dia mais importante da sua vida e vai saber-lhe melhor, se ainda sentir o colo das amigas.

São as coisas pequenas, como partilhar um bolo, sentadas no chão de um sítio qualquer no mundo, que nunca vai esquecer. Então se fizerem todas o bolo e ainda vos correr mal… melhor.

Prolonguem a vida num local com muitas almofadas e tirem os sapatos logo à chegada.

ilovebrides.pt despedida de solteiro

 Nada melhor para assegurar o sucesso de uma festa tão privada, do que uns pés descalços no verão ou umas meias de lã quentinhas, no inverno.

E já agora brindem, brindem muito pois os dias felizes merecem brindes e lhe garanto que vai acordar no dia seguinte com todas as certezas sobre o passo que vai dar e sem ressaca.

Pode estar a chover, que na vossa alma vai parecer verão.

“Embriaguem-se” de coisas boas, esqueçam as dietas e façam as brincadeiras que vos apetecerem.

Tirem muitas fotos e até podem ser daquelas que ficam todas de olhos fechados. A ideia, não tão inovadora quanto isso, de cada uma ter uma máquina descartável, parece-me muito bem.

Não se esqueça daquele álbum antigo onde as roupas e os cabelos parecem do século passado, onde todas gozam mas têm roupas ainda mais esquisitas.

Leve consigo um bloco para se derreter com as coisas que as amigas lá vão escrever. Com aquelas frases lamechas e picantes. Umas que vai querer mostrar aos netos e outras que vão ser um segredo só vosso.

Por momentos vai saber-lhe bem que pousem as tecnologias e ouçam aquelas histórias que já contaram vezes sem conta.

Não guardem as palavras. Guardem as energias para gastar juntas.

Imagine que já está de vestido de noiva, ponha uma amiga a fazer de padre. Uma que vai ter a certeza que nem sabe ou troca os versículos. A menos católica, vá.

Ou se quiserem algo mais radical, formem uma banda com os objetos mais banais como os testos e as panelas. As gargalhadas não se vão segurar e quem sabe não sai dali uma “Girls Band”

Gostos não se discutem mas não se rendam às modas. O dia pode acabar à lareia ou com os pés a água, mas só vai ser inesquecível, se adormeceram com um sorriso parvo.

Eu não sei se os homens e as mulheres vêm de planetas diferentes, mas isto também serve para eles.

A necessidade de fazerem como os outros, não tem piada nenhuma.

Sou uma sonhadora por natureza e conto consigo para fazer uma história de amor. Não mais uma. A sua.

E agora tal com prometi, vou só dizer isto aos homens:

-Rapazes, sejam criativos. Não deixem que seja apenas a mulher da vossa vida a ter experiências únicas que valem realmente a pena…

-O vestido dela vai impressionar muito mais porque também vai usar o sorriso deste dia.

PARABÉNS NOIVA, por seres primeiro que tudo, fiel a ti.

Não há nada mais aborrecido do que ser igual.